Não temais

nao-temais

“Moisés, porém, respondeu ao povo: Não temais; aquietai- vos e vede o livramento do Senhor que, hoje, vos fará… O Senhor pelejará por vós…” Êxodo 14.13-14.

É útil termos montanhas à direita e à esquerda, o inimigo por detrás e o mar à frente, pois nessa situação a fé tem oportunidade de exercitar-se.

Embora não desejamos as aflições, a Palavra do Senhor nos anima falando-nos do fruto que produzem. Elas cooperam com o nosso crescimento, ajudam a produzir fé, perseverança, experiência e esperança. Compreender isto nos ajuda para não sermos surpreendidos e enfrentarmos as dificuldades com ânimo e fé.

Jesus nos diz:

“Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” João 16.33.

O apóstolo Paulo nos diz:

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.” Romanos 5.3-4.

E Pedro também nos diz:

“Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações, para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo.” 1Pedro 1.6-7.

Meu irmão ou irmã, se neste momento você passa por aflições, confie absolutamente no seu Senhor. Ele é com você. Ele é seu Pai amoroso, Senhor poderoso, sua rocha e salvação. Jamais te desamparará. Naquela situação extrema, sem saída ou esperança humana, Moisés sabia que o Senhor, que os tinha libertado do Egito com mão poderosa, não os abandonaria ali. E Moisés não foi confundido. Que glorioso livramento e socorro receberam.

Se o Senhor nos concede provações, nos abençoará também com a fé necessária para enfrentá-las e estará conosco nelas.

 

Você pode gostar...