Fazer Discípulos: a ordem que Jesus nos deu

fazer-discipulos-o-semeador

“Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”. Mt 28.18-20.

Essa foi a última palavra de Jesus aos seus discípulos. Parece que esse é o ponto mais alto do Novo Testamento. É como se o Senhor estivesse todo o tempo preparando o terreno para dar essa palavra. Depois de fazer tudo o que o Pai lhe encomendara, finalmente o Senhor podia dar a ordem: Fazei discípulos de todas as nações.

Podemos negligenciar esse mandamento? Podemos fazê-lo de qualquer jeito ou da maneira que acharmos melhor? Não. Devemos buscar toda a diligência, procurando entendê-lo bem. O Senhor ressuscitado nos deu uma ordem e devemos cumpri-la à risca.

Jesus nos mandou fazer discípulos.

O Senhor não nos mandou juntar gente para fazer reuniões. As reuniões são importantes, assim como a cura dos enfermos. Os sermões têm o seu lugar e, certamente, devemos cantar e louvar. Contudo, o fundamental é fazer discípulos. Se isso não estiver bem entendido e não for bem praticado dentro de uma clara estratégia, todas as outras coisas importantes serão a casca de uma fruta oca. Serão um amontoado de atividades sem conexão, sem propósito e sem valor eterno.

Precisamos entender o essencial a respeito dessa missão: leia mais sobre o que é um discípulo e do que devemos falar para fazer discípulos.

(Texto retirado da Apostila Princípios Elementares – Edição 2013
– Igreja em Salvador – Site Fazendo Discípulos)

Fazer Discípulos

Você pode gostar...