Arrependimento (1): O problema do homem

arrependimento-independencia

É muito importante entendermos bem o que é arrependimento. Nós estamos rodeados de conceitos do mundo e de conceitos religiosos que não definem exatamente nosso problema com Deus. Ora, se não entendermos bem qual é o problema, como poderemos saber qual é a solução? Todos, ao ouvir o evangelho, precisam ter esse entendimento.

Qual é o problema principal do homem?

Para poder compreender, devemos analisar como tudo começou, como foi a queda do homem (Gn 3.1-7). Aqui, nós temos a descrição da entrada do pecado no mundo. Geralmente é dito que o pecado de Adão foi a desobediência, mas isso não define exatamente o problema. Na verdade a desobediência já é um fruto do pecado, é uma consequência do pecado e não o próprio pecado.

A chave para chegarmos a esse entendimento está nas palavras: “…como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal.” (vs. 5) e “…árvore desejável para dar entendimento” (vs. 6). Por que o conhecimento era tão tentador para Adão? Por que queria tanto ter entendimento, a ponto de se arriscar ao castigo da morte que Deus tinha prometido? É simples. Até aquele momento, ele vivia numa relação de total dependência de Deus, necessitava da orientação de Deus para tudo, era dirigido por Deus e pela sua sabedoria (ver Pv 8.22-31). Para que ele queria o conhecimento e a sabedoria que vinham de uma árvore e não de Deus? Adão queria dirigir a própria vida, queria fazer sua própria vontade, ser seu próprio Deus. Adão queria Independência.

Isso não foi algo que Adão fez, foi uma decisão interior no seu coração. Uma disposição de ser Independente, de ser o dono de sua própria vida. O pecado foi consumado pela sua desobediência, mas foi gerado por uma atitude interior de rebelião.

Quando Adão pecou, sua própria natureza humana se degenerou-se. O pecado tornou-se parte de sua natureza, e, portanto, a herança de toda raça humana, pois todos são descendentes dele (Rm 5.12.19). O problema de Adão, agora, é o problema de toda raça humana. Qual é o nosso problema então?

O problema central do homem é sua atitude interior de rebelião e independência de Deus

O nosso maior problema aos olhos de Deus não está nas coisas erradas que fazemos, mas sim na nossa atitude interior de Independênciae rebelião. Todos os pecados que cometemos são consequência dessa disposição interior. Quando, no meu interior, há uma atitude de independência (sou dono da minha vida, faço a minha vontade), como consequência disso, os meus atos não vão agradar a Deus. Entendemos então, que o problema principal é a independência(o pecado), enquanto que os atos pecaminosos (os pecados) são a consequência.

Qual é a solução para o problema?

Aqui cabe uma pergunta: É suficiente que o homem abandone alguns pecados mais grosseiros (como os vícios, a orgia e a idolatria) e creia em Jesus para o perdão dos pecados, sem no entanto resolver o seu problema fundamental que é a independência? A resposta é não. Deus quer atingir a raiz do problema. Ele quer que mudemos de atitude, que abandonemos a independência e nos tornemos dependentes de Deus. A palavra do evangelho de Jesus não é para curar superficialmente a ferida do homem. Deus quer tratar a causa do problema e não apenas a consequência. Para isto Ele mandou o Seu filho Jesus: o Senhor não veio trazer apenas o perdão dos pecados, mas veio trazer a solução do problema do pecado e da rebelião. E como fez isso? Pregando o evangelho do reino (Mt 4.23; 9.35; Mc 1.14,15; Lc 4.43; 8.1; 9.60; 16.16). Os apóstolos também pregaram o evangelho do reino (At 8.12; 19.8; 20.25; 28.23,30,31).

O que é o evangelho do reino? O evangelho do reino é o fim da rebelião e da independência do homem. Deus quer perdoar, mas também quer governar, quer reinar sobre o homem. Esse é o significado do arrependimento. O perdão sem o governo de Cristo é como dar um banho de água limpa em alguém que permanece nadando na lama.

(Texto retirado da Apostila Princípios Elementares – Edição 2013
– Igreja em Salvador – Site Fazendo Discípulos)

Leia mais em:

 Arrependimento (2): O que é Arrependimento?

A PORTA – Como se tornar um discípulo

Você pode gostar...